quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Depois do susto, a volta

Olá amigos, tudo bem?


Acho que alguns sabem que estive fora por uns dias... rs

Vou tentar resumir a história:


Tenho trabalhado duro nas últimas semanas no trabalho novo. O horário é um pouco puxado e começo a trabalhar e saio mais tarde, diferente do que eu estava acostumado e isso fez com que minha vida mudasse um bocado.

Com isso, eu que sou "meio" workaholic acabei não percebendo que estava pegando pesado e esqueci totalmente de mim. Não sai mais, não fiz mais as coisas de que gostava, e eu que já comia mal, comecei a comer pior ainda. Só que uma vez por dia ao invés de três como anteriormente.

Acho que existem coisas que acontecem conosco para nos avisar, sacudir, fazer você repensar, não sei. Isso aconteceu comigo esse fim de semana.

Depois da prova cansativa de sábado (organizar o Dog World, depois competir em 4 pistas seguidas, montar e julgar o Jumping) fui dormir tarde e acordei cedo Domingo para o treino da Pré Seleção. Montei o Jumping e me senti cansado, já estava suando... resolvi pedir ao Henrique que julgasse. Que calor estava aquele dia! No Agility não teve jeito e "tive" que julgar, era sacanagem com o Henrique ficar também todo aquele tempo no Sol.

Talvez até tenha sido grosso no dia com alguém, não sei, mas tudo que eu queria era terminar aquilo logo. Vi pessoas que não mexeram uma barra de salto para ajudar no treino, demorando pra entrar na pista.. E aquele treino não acabava nunca mais.

Quando acabou, ainda inventei de treinar o Nico.. fiz a passarela 3 vezes (ou seja, corri 35 metros) e já estava super cansado. Resolvi parar e a dor aumentou. Não avisei ninguem, não quis atrapalhar ninguem, pensei que fosse algo muscular ou apenas o calor: todos estavam sofrendo com o calor ali.

Esperei até a noite quando saímos do Dog World e só fui para o Hospital depois de chegar em casa, umas 7 ou 8 horas depois da primeira vez que senti a dor no peito.
Quando chegamos lá, o médico já se assustou: dor no peito, braço formigando... Corremos para fazer os exames e tudo indicava que era infarto. Os médicos estavam esperando o resultado do exame de sangue para confirmar ou não mas já preparavam a mesa de cirurgia.

O fim de tudo isso foi UTI direto por precaução, lá teriam todos os equipamentos caso houvesse alguma emergência.

Graças a Deus os exames de sangue mostraram que não era infarto, que era um espasmo muscular causado por esforço físico. Tive alta da UTI ontem e voltei para casa hoje.

Nesse final de semana estarei na prova novamente, infelizmente não vou competir nem julgar. Acho que oportunidades não faltarão.

Obrigado de coração a todos os meus amigos, vi essa semana quantos bons amigos eu tenho e fiquei muito feliz em ver as mensagens ou receber ligações de apoio.

Grande abraço!

Renan

6 comentários:

Artur Pires disse...

Renan

Importante que sabes reconhecer onde esteve o erro e de certeza o vais emendar. És muito novo para nos dares sustos deste tamanho.
Ficamos muito felizes com o teu restabelecimento e com o teu regresso ao nosso convivio.
Não julgas nesta, já estás nomeado para a próxima.

Abs

Artur Pires

Gabi disse...

Como eu já te disse... está proibido de me passar mais sustos assim! Numa dessa, quem vai sou eu!
Welcome back, malinha querido! :P

Maria Valladares disse...

=o
Ainda bem foi só um susto, mas poderia não ter sido. A gente tem que aproveitar mesmo para abrir os olhos.
.
Recentemente uma amiga de apenas 24 anos sofreu um princípio de AVC por também se preocupar tanto com estudos, trabalhos e carreira. Resultado: teve que parar tudo na marra. Acho que foi o mesmo tipo de susto.
.
Renan, a gente tem que lembrar sempre que pro túmulo a gente só leva as boas lembranças. Não vai dinheiro, não vai currículo, não vai medalha... =7

Se cuida agora, cara!!! Aproveite para fazer mais Agility com o Nico!!! =)

Marcela / Nina disse...

Nossa, que susto, heim?! Tem que se cuidar! Desejo melhoras!

sandramathias disse...

Impressionante Renan... TEm que pegar leve... Vc é muito novo...

Pega mais leve...

E boa sorte no fds...

Sara Favinha disse...

Djow, seu maluco!
Sei bem o que é isso, mas acho que aprendi a lição.

Um dos grandes desafios é aprendermos a respeitar os limites do nosso corpo, e cuidar dele direito.

Se cuida!!

Beijoss